sexta-feira, 28 de agosto de 2009

Consequências de suas atitudes

Enquanto eu ainda não sei baixar os vídeos, fazendo o teste por enquanto,...

http://www.youtube.com/watch?v=u6TOSm2A5AE

quarta-feira, 5 de agosto de 2009

Cineclubismo na Casa Brasil

Na última sexta do mês de julho, dia 31, foi realizado as primeiras sessões de Cineclubismo na Unidade da Casa Brasil de Santarém. Alunos e alunas, convidados da grande área do Santarenzinho compareceram ao evento muito animados, se divertindo bastante saboreando aquela pipoquinha. Como a Casa Brasil está trabalhando com o tema Meio Ambiente e Lixo Tecnológico, fomos ao embalo do filme WALL.E, uma animação que trata da questão ambiental e tecnológica, sem perder a ingenuidade e solidariedade entre seres.

Confira as imagens do momento!!!

quarta-feira, 22 de julho de 2009

E o dia virou noite...



Hoje, parte dos países orientais como a Índia e a China, foram previlegiados em vivenciar o mais longo eclipse solar (lua passando na frente do sol e que está muito próxima da Terra) que irá só acontecer novamente daqui a aproximadamente 100 anos depois. Ainda bem que já vi um, quando criança, foi muito divertido ver isso, fiquei assim mesmo...

segunda-feira, 20 de julho de 2009

quinta-feira, 16 de julho de 2009

Fotos Fantásticasssss!!!




Gente, que fotos super interessantes são essas. Eu quero essa máquina para mim. rsrsrs

Demais!!! Essas fotos são de um cara chamado Clark Little, an amazing surf photographer. Muito massa! Confira mais no site dele:

http://www.clarklittlephotography.com/

quarta-feira, 15 de julho de 2009

Niver do ECA

Há 19 anos atrás, no dia 13 de julho de 1990, nasce uma lei que mudaria a vida de muitas crianças e adolescentes através dos Direitos Fundamentais infanto-juvenis. Hoje, a lei vigora no Brasil sempre em constante modificações que contribui com a defesa contra as violações à meninos e meninas, mas muitas vidas ainda correm perigo e precisamos nos alertar sempre da importância de sermos agentes ativos de defesa em prol desses indivíduos de direitos de fato.

A omissão também é crime, então seja uma esperança verdadeira para esses meninos e meninas que necessitam de respeito, amor, carinho e cidadania. O ECA (Estatuto da Criança e do Adolescente) veio para proteger essa turma, para os pais e responsáveis, para nos apoiarmos e incentivar os nossos filhos e mostrar para os mesmos que todos temos limites e devemos nos respeitar e respeitar os próximos. Vamos ecoar o ECA por aí, pelos quatros cantos do planeta.

Um povo que não cuida das suas crianças, abre mão de um futuro melhor!!


domingo, 5 de julho de 2009

Peixe assado especial na Casa Puraqué

Esse domingo teve gosto, literalmente, de peixe assado, vinagrete, salada com vatapá e feijão, de sobra umas linguiças toscanas. Hummmm, foi uma festa esse almoço na Casa Puraqué. Estava meu queridão Gama, Jaduca e Gugu, Dennie, Pablícia, Jordão, Gabriel, seu Manoel e até seu Evardo (Evaldinho de Jesus) com o seu sensacional filmezinho: "O sofredor". Muito bom!!

Amanhã, faço minha cirurgia no dente. Ainda bem que comi o suficiente. Semana que vem, só na papinha. rsrsrsrs

sexta-feira, 26 de junho de 2009

Michael Jackson imortalizou...

Quem é perfeito? Quem é louco? Quem é vaidoso? O que interessa é que existiu um ser humano normal que fez sua vida, de um garoto prodígio a um adulto pertubado, a busca de sua origem a excentricidade. "Bad"... Alguém que na sua trajetória de vida, aproveitou a sua vida na íntima solidão, deslizou com escândalos e arrastou milhões de seguidores no mundo inteiro.

"One day in your life..." Eu conheci as músicas de Michael, ainda criança e entrei no ritmo dançante daquele som black e pop, na adolescência. Acho que o curti até os últimos dias de negritude dele (aliás, ele era lindo nessa época. rsrsrs) e antes das turbulências públicas e loucuras desvairadas de um cantor pop star. "Black or white", ainda assim era uma pessoa muita querida pelos artistas e fãs.

"Billie Jean"... Queiram ou não, ele foi o "Rei do pop" e agora imortalizou-se aos quase 51 anos, de morte causada pelo cansaço de ser mortal. "Beat it", "Trhiller", "Ben", "Say, say, say", forever ...

E agora, Evaldinho de Jesus? Como fica a sua cara-metade no seu filme?

sábado, 20 de junho de 2009

Arrumando a Casa...

Toda casa que se preze merece ser bem cuidada e zelada. A Casa Brasil, de Santarém, após dois meses sem gerenciamento, começa a mudar ambientalmente. Desde o dia 16 de junho, a Casa Brasil recebe os novos integrantes da equipe de trabalho e de comunicação digital. Trata-se da nova coordenação geral e sub-coordenações dos módulos, como sala de leitura (espaço da biblioteca) e de multimídia(aúdio e vídeo). Esta se junta e se integra com os coordenadores de metareciclagem e do telecentro

Neste momento, em um dos espaços de um outra casa, a do Puraqué, a equipe está elaborando desde ontem e hoje, um planejamento estratégico da Casa Brasil, reativando e renovando eventos, curso, oficinas e atividades sócio-educativas, esporte e de lazer. É uma espécie de norteador, uma meta para ser seguido neste primeiro e no próximo semestre.

Então, quem quiser conhecer um pouco mais sobre esse projeto social federal, com apoio especial da prefeitura de Santarém, na grande área do santarenzinho, vem nos visitar de segunda a sábado e participar das atividades coletivas da Casa Brasil. A equipe vai recepcioná-l@ com muito atenção e carinho especial na sala de leitura, no telecentro, na metarec e no espaço multimidíatico. Venha conferir!!

segunda-feira, 15 de junho de 2009

RA - Realidade Aumentada

Estava procurando algo sobre Realidade aumentada e li um artigo muito bom chamado "Como funciona a RA, de Oliver Hautsch. É um assunto que já existe no meio da tecnologia, mas com o tempo está virando notícia global. Vale a pena ler isso.

É impossível que objetos reais interajam com objetos virtuais, ou vice-versa, certo? Errado! Dê as boas vindas a uma tecnologia que já começou a revolucionar a maneira como o ser humano interage com as máquinas (e as máquinas com o ser humano): a Realidade Aumentada, ou (RA). Não se preocupe: ainda estamos longe de acontecimentos como os ilustrados em filmes como Matrix e Exterminador do Futuro, se é que eles serão possíveis algum dia. No momento, as máquinas estão ganhando mais “personalidade”, mas isso só significa que elas estão cada vez mais cordiais e responsivas às ações humanas.


De uma forma simples, Realidade Aumentada é uma tecnologia que permite que o mundo virtual seja misturado ao real, possibilitando maior interação e abrindo uma nova dimensão na maneira como nós executamos tarefas, ou mesmo as que nós incumbimos às máquinas. Assim, se você pensava que objetos pulando para fora da tela eram elementos de filmes de ficção científica, está na hora de mudar seus conceitos. Aliás, o que acontece com a Realidade Aumentada é o contrário: você pulará para dentro do mundo virtual para interagir com objetos que só estão limitados à sua imaginação.



De onde veio isso?

Resumidamente, a Realidade Aumentada teve sua origem em algo muito simples: etiquetas. Os códigos de barras não estavam mais cumprindo com perfeição a tarefa de carregar todas as informações que se queria obter através de sua leitura. Por isso, foram criados os códigos 2D (duas dimensões), que permitiam o armazenamento de muito mais informação do que os códigos de barras. O que isso tem a ver com a Realidade Aumentada? Tudo!



Como funciona?

Três componentes básicos são necessários para a existência da Realidade Aumentada:

1. Objeto real com algum tipo de marca de referência, que possibilite a interpretação e criação do objeto virtual;

2. Câmera ou dispositivo capaz de transmitir a imagem do objeto real;

3. Software capaz de interpretar o sinal transmitido pela câmera ou dispositivo.

O processo de formação do objeto virtual é o seguinte:

1. Coloca-se o objeto real em frente à câmera, para que ela capte a imagem e transmita ao equipamento que fará a interpretação.

2. A câmera “enxerga” o objeto e manda as imagens, em tempo real, para o software que gerará o objeto virtual.

3. O software já estará programado para retornar determinado objeto virtual, dependendo do objeto real que for mostrado à câmera.

4. O dispositivo de saída (que pode ser uma televisão ou monitor de computador) exibe o objeto virtual em sobreposição ao real, como se ambos fossem uma coisa só.


Aplicações

A Realidade Aumentada não tem limite de aplicações. Ela pode ser usada no entretenimento, para criação de jogos muito mais interativos do que os já existentes; melhoria de processos da medicina, como cirurgias remotas, nas quais o médico pode estar a quilômetros de distância do paciente; indústria automobilística, facilitando a manutenção do carro pelo próprio dono, através de manuais de instrução interativos; além de milhares de outras alternativas que provavelmente ainda veremos serem criadas.





Quer testar?

Se você possui uma webcam, por mais velha que seja, ela é capaz de produzir sinais que podem ser interpretados por programas específicos, para que a imagem que aparece no monitor seja modificada e objetos sejam adicionados à ela. Já existem vários serviços online que permitem que você, usuário, tenha uma ideia da capacidade revolucionária da Realidade Aumentada.

O artigo completo está nesse link abaixo:

http://www.baixaki.com.br/info/2124-como-funciona-a-realidade-aumentada.htm


Vou pedir um café para nós dois...


Dia dos namorados especial...

Brincar pra que?

Lendo as notícias do site do Portal Pró-menino, achei super interessante um artigo, feito pela Marilena Flores Martins, presidente da IPA Brasil - Associação Brasileira pelo Direito de Brincar, organização existente desde 1997, com a missão de lutar pela defesa dos direitos de meninos e meninas, onde este está explícito no artigo 31 da Convenção do Direitos da Criança - ONU. Tem tudo a ver com os nossos princípios, confira!


Todo mundo precisa brincar, faz parte do crescimento. Crianças necessitam de diferentes oportunidades de brincar em diferentes maneiras. Brincar faz com que as crianças mudem cada estágio do seu desenvolvimento naturalmente permitindo-lhes fazer amigos, resolver dificuldades, seguir seus instintos, pensar e aprender com os outros.Brincar, ao lado da satisfação das necessidades básicas de: nutrição, saúde, habitação e educação, é uma atividade fundamental para o desenvolvimento das capacidades potenciais de todas as crianças.

Pai e mães preocupam-se com o futuro dos seus filhos, principalmente em questões como o sucesso profissional, o desenvolvimento saudável e as habilidades sociais, como base para a felicidade. O importante é saber que brincar faz seus filhos mais felizes e que a criança que brinca fica mais esperta, aprende com mais facilidade e se torna um adulto mais realizado. As brincadeiras ajudam a criança a relacionar-se melhor com os outros, desenvolvem a sua criatividade, fazendo-as mais tranqüilas e inteligentes.

Ao atender as crianças em suas necessidades estaremos tornando-as resilientes. A resiliência é a capacidade de se recuperar e se superar psicologicamente e de ter um bom desempenho socialmente aceitável, apesar de alguma forma de tensão ou adversidade, provenientes de circunstâncias externas negativas. Os pilares da resiliência são: o Afeto, a Aceitação Incondicional, a Descoberta do Significado, as Habilidades Sociais, o Humor e a Auto-Estima.

Toda criança precisa de, pelo menos, um adulto que a aceite, incondicionalmente.Quando as crianças e os adultos estão brincando juntos demonstram o seu afeto e expressam a aceitação incondicional: não há outro motivo para desfrutar a não ser a presença de um pelo outro, sendo um, parte da vida do outro e pertencendo um ao outro.

Um ambiente afetuoso e a aceitação incondicional desenvolvem a auto-estima, que é o sentimento de estar bem consigo mesmo. Enquanto brincam, as crianças recebem continuamente informações sobre quem elas são; avaliam umas às outras e a si próprias. Portanto elas estão desenvolvendo mais ou menos auto-estima.

As crianças precisam ter experiências em que elas possam descobrir o significado de suas vidas, o significado de viver neste mundo, o significado das relações interpessoais. Brincar é o estímulo que ajuda a criança a construir o seu projeto de vida.

As habilidades sociais como: conviver em grupo, capacidade de negociação, tolerância às diferenças são aquelas que tornam possível a nossa vida em sociedade, contribuindo para o nosso desempenho pessoal e profissional. Brincando, as crianças desenvolvem essas habilidades naturalmente.

O humor é a capacidade que temos de rir dos nossos próprios erros e nos ajuda a ir em frente, levando a vida como se ela fosse uma brincadeira. Além disso contribui para o equilibrio emocional das pessoas e para o desenvolvimento da Paz. Brincar é a melhor maneira de desenvolvê-lo.

Visão IPA Brasil
As crianças sempre brincaram ao longo da história e em todas as culturas porque:
• Brincar é comunicação e expressão, associando pensamento e ação criadora.
• Brincar é um ato instintivo voluntário e espontâneo.
• Brincar é uma atividade natural e exploratória e ajuda as crianças no seu desenvolvimento físico, mental, emocional e social.
• Brincar é o testemunho vivo do imaginário e da cultura da criança.
• Brincar é uma meio de aprender a viver e não um mero passatempo.
• Brincar é um instrumento pelo qual os seres humanos e os animais exploram
uma variedade de experiências em diferentes situações, para diversos propósitos.

Brincar é para toda a vida!

sábado, 13 de junho de 2009

MP da grilagem de terras na Amazônia

Muitas informações não chegam até nós como muitas vezes deveriam chegar, como por exemplo, sobre a Política Ambiental Brasileira. Uma delas que nos interessa como amazônida é saber que existe uma nova Medida Provisória que visa favorecer a regularização das terras que foram invadidas por grileiros na amazônia. A MP 458 já foi aprovada no Congresso nacional e aguarda aprovação ou veto do presidente Lula.

Precisamos agora mostrar uma força conjunta e desmontar os interesses de um poder concentrado e manipulador. Estamos numa linha tênue, de mudanças no nosso planeta e por vivermos na região Amazônia, uma das últimas fronteiras de sobrevivência dos seres vivos, precisamos estar em alerta total e atentos coletivamente. Entidades ambientalistas e movimentos sociais durante a semana do Meio Ambiente, após a aprovação da MP, divulgam nota pública com o objetivo de manifestar contrariedade aos ataques à legislação e à política nacional ambiental.

Para começar, cada de um de nós podemos ligar para

(61) 3411.1200 (61) 3411.1201

ou deixar uma mensagem no site da presidência
http://www.presidencia.gov.br/presidente/falecom/ .

A mobilização começou, vamos agilizar a nossa parte, conscientes e democraticamente.




Dia Nacional e Mundial de Combate ao Trabalho Infantil

É pessoal, não dá para ficar de braços cruzados, esperando acontecer alguma coisa do céu ou da terra ou de qualquer lugar para que crianças e adolescentes consigam na prática os direitos assegurados. Ao mesmo tempo, reconheço que sozinhos também não consiguiremos combater essas violações. O que fazer então? Atitudes e práticas coletivas de enfrentamento. É nós assumirmos o nosso papel de cidadã e cidadão com compromisso e responsabilidade.

Sei que isso tá mais que batido, mas repetiria quantas vezes for necessário. Muitos meninos e meninas estão nesse exato momento, esperando e sonhando por uma vida mais digna e saudável, através de uma esperança que pode cada vez mais, escorregar de sua vida. Então não percarmos mais tempo, vamos agir e cobrar da justiça, nossos representantes das leis, a cumprirem sua missão e fazermos nossa parte, não deixar que pelo menos ao nosso redor, o trabalho infantil se alastre e se prolifere, denuncie!

O Estatuto da Criança e do Adolescente (Lei nº 8.069/1990), no seu capítulo V, especifica a proteção integral à criança e ao adolescente no âmbito do trabalho. Para tornar prática a defesa dos direitos da criança e do adolescente e combater o trabalho infantil, é necessário entender que a realização de qualquer trabalho bem como a exploração econômica de meninos e meninas interfere diretamente na sua educação e pode causar danos irreparáveis no processo de desenvolvimento físico, mental, espiritual, moral ou social.

Por que 12 de junho?

Desde 2002, a Organização Internacional do Trabalho escolheu 12 de junho como o Dia Mundial de Combate ao Trabalho Infantil, data em que foi lido relatório sobre o tema na Conferência do Trabalho que ocorre anualmente em Genebra - Suíça. No Brasil, a data foi decretada como o Dia Nacional de Combate ao Trabalho Infantil pela lei 11.542 de 2007, sancionada pelo presidente Lula.


O que diz a lei?

Entende-se por trabalho infantil todo e qualquer trabalho executado por crianças e adolescentes com idade inferior a 16 anos, seja ele com finalidade de lucro ou não, em atividades econômicas e ou de sobrevivência. A única exceção é o trabalho desenvolvido na condição de aprendiz por adolescentes a partir dos 14 anos, que deve ser desenvolvida com as devidas restrições estabelecidas na legislação. A legislação prevê pena de seis meses a dois anos de reclusão ou perda da guarda do filho para quem submeter crianças e adolescentes ao trabalho.


Está ontecendo, aumente essa força!

quarta-feira, 10 de junho de 2009

Arraiá da Jaduca

No dia 5 de maio, teve a festa junina da escola da Jaduca, no Atlético Cearense. Muito balão e comídas típicas, tem gente que não pode comer muito dessas guloseimas... Jadh e suas amigas fizeram a maior festa e arrasaram na dança Aquarela do Brasil.E por falar em dança, não resistir quando tocou o boi, foi muito bom! Lá encontrei, de novo, a pop star Elis Lucien. Parece até que tá me seguindo. Brincadeirinha, miga. rsrsrs

Idéias de um menino digital

Em uma oficina de blog, facilitada por mim, hoje à tarde, na Casa Puraqué, tod@s teriam que fazer, no final da oficina, uma postagem sobre software livre ou temas geradores puraqueanos, usando sua criatividade e idéias com as ferramentas digitais. E no laboratório, estava um menininho muito aplicado interessado em ouvir e aprender, Nadson Barroso, de 11 anos, ex-aluno e que todas as tardes, aparece para acompanhar a imersão de Metareciclagem que a turma está fazendo nesta semana. Então, todos os posts foram blogados no blog do Puraqué, e inclusive o de Nadson. Simples e verdadeiro, idéia de um menino digital. Sem perder a ternura do seu encanto, vamos curtir a sua mensagem de criança.

“O Puraqué é um lugar para quem quer aprender Informática com cidadania, e também muita alegria. Para quem vem para cá, aqui todos nós somos amigos, aqui nós ensinamos e aprendemos com nossos colegas, todos nós somos feito da alegria de viver.

Aqui no puraqué nós somos irmãos, cada um ajuda o outro, aqui também brincamos, rimos, cantamos e se for possível até dançamos, mas claro que para dançar precisamos de uma pessoa para tocar. Por isso nós temos o Jader Gama que como músico, também ajuda a casa Brasil e da casa Puraqué. E a Adriane que nos incetiva a escrever várias coisas, até o Raiderson me ajuda nos textos e muito mais. O Edu que era o meu professor na casa Puraqué de antes, e o Jean que era também.

Agora o meu professor é o Dennie e de todos nós, e eu sou Nadson e estudo para ser professor como Dennie, Edu e o Jean.”


Autor: Nadson Da Silva Barroso, 11 anos
5º série
Bairro da Conquista
Santarém -Pará

terça-feira, 9 de junho de 2009

Oficinas Livres em Belterra

Através da parceria do Pontão de Cultura do Tapajós, Casa Puraqué e Telecentro Comunitário de Belterra, foi realizado uma Oficina de Conhecimentos Livres, onde neste espaço teve a participação forte dos jovens e adolescentes da famosa Bela terra. Foram dois dias, 23 e 24 de maio, intensos e empolgantes para esse público, o qual este já tem uma interação com as ferramentas de vídeo, blog e aúdio. O primeiro momento foi instigar a gestão compartilhada, a solidariedade e generosidade intelectual entre os participantes, depois cada grupo foi para as suas respectivas oficinas, além do vídeo e aúdio, teve gráfico e metarecic, sob o comando coletivo d@s oficineir@s do Puraqué: Alessandra,Jana, Jhany, Dennie,Gama, David, Marquinhos e Dri, e na parte da documentação estavam: Iara, Josiane e Raydson.

No segundo dia, após o final da oficina, a turma puraqueana ainda pode conhecer uma das praias mais conhecidas do município: Pindobal. Em tempos de cheia do rio, quase chegando na estrada, foi irresistível tomar um banho nas águas do rio Tapajós, do lado da FLONA (Floresta Nacional) e apreciar as belezas naturais desse lugar. Fica aqui a interessante dica turística para agora ou na temporada do verão na região.

Um dos destaques do encontro, foi a criação da rádio "Jovens em Ação", com uma mistura de informações, entrevistas e muita música. Confira a ficha técnica dessa turma juvenil e os prestigiem, clicando no link do site colaborativo Estúdio Livre, logo abaixo.

Na apresentação: Fabiano Matos e Rafaela da Silva, reportagem Denilson, Sabrina, Douglas e Abraão, o molecular, revisor de música, Everton sousa, operador de aúdio Arilson Xavier e Ircledson Pereira, Direção geral Jovens em ação.

Agradecimentos a Mônica, coordenadora do Telecentro de Belterra, ao grupo de jovens e a tod@s as pessoas que prontamente se dispuseram a colaborar com a realização das oficinas. Valeu!!

segunda-feira, 8 de junho de 2009

Circo Mocoronga na Semana do Meio Ambiente

Respeitável público, o Gran Circo Mocoronga e sua trupe está de volta com muita alegria e palhaçada. Dessa vez, aconteceu na semana do Meio Ambiente, nos dias 3 e 4 de junho, na praça São Sebastião, em Santarém.Esse circo simbolicamente representa para mim um ciclo que termina e mais um que começa na minha vida. E não poderia fechar com muita saúde e alegria! Valeu D. Câmbia, Macaxeira Jackson, Palhaços Pmenta, Capitão Cueca e o queridão Magnólio,..Muito obrigada por tudo!

domingo, 7 de junho de 2009

Oficinas Livres no Caranazal


No início do mês de junho é celebrada a semana do meio ambiente, e nos dias 5 e 6 de junho de 2009, aconteceu uma Oficina de Conhecimentos Livres do Projeto Puraqué, no Caranazal, bairro urbano de Santarém, Pará. Os temas principais desse encontro, foi o Meio Ambiente, Lixo tecnológico e Metareciclagem. Apesar de ainda continuarmos com chuva constante nesse região, os participantes, na maioria jovens e adolescentes, compareceram e buscaram conhecer mais sobre a apropriação das ferramentas tecnológicas.




As oficinas realizadas simultaneamente foram as de áudio, vídeo, metarec e gráfico, e cada uma delas foi utilizada coletivamente para divulgar e difundir a importância e a responsabilidade com o espaço ambiental aonde vivemos. A criatividade e a comunicação participativa, resultou em produtos coletivos, como documentário, convite e informativo ambiental e programa de rádio “CaraAmazônia".




No final da oficina de Metareciclagem, como prática ecologicamente correta, @s participantes juntamente com @s oficineir@s do Projeto Puraqué, montaram e revitalizaram 6 computadores obsoletos, que foram entregues ao Telecentro comunitário do Bairro do Caranazal, sendo mais um acesso de ponto digital na cidade, onde mais pessoas possam estar interligadas nesse meio.

Para curtir um pouco do programa CarAmazônia, da rádio Toró Digital, clique embaixo no link do site colaborativo Estúdio Livre e prestigie essa turma elétrica.

http://www.estudiolivre.org/el-user.php?view_user=marcelomac#gallery

sábado, 6 de junho de 2009

Despedida da Iaco



É gente, tem holandesa indo embora do Brasil. Numa sexta-feira, como bem ela gosta, dia 29 de maio, minha parceira de trabalho e aventura no rio Tapajós, comunidades ribeirinhas, houve uma festinha na casa da Fab e do Feliph. O pessoal do PSA estava presente e a turma do Puraqué também, churrascada e peixada só para contrariar. rssrss. Ahh, uns dos momentos lúdicos da festa, foi o show a parte, da nossa pop star Elis Lucien e seu encanto requebrado na dança do carimbó. Também, foi minha despedida do projeto, esse momento foi de mudanças e novos caminhos. Boa sorte Iaco, tudo de bom p cê, mulher.

sexta-feira, 22 de maio de 2009

Cuidando das crianças ribeirinhas

O seminário temático “O ECA protegendo os filhos da floresta”, realizado no último sábado, dia 16 de maio, no Amazônia Boulevard, marcou o encontro dos agentes multiplicadores das comunidades ribeirinhas com a Rede de proteção infanto-juvenil. Esse evento foi realizado com muito carinho, o qual  fecha mais um ciclo de trabalho e que reuniu duas forças de proteção a meninos e meninas ribeirinhas: a comunitária e a municipal. As comunidades comprometidas que fazem parte do programa trouxeram seus representantes dos multiplicadores e a Rede, na presença do 3º BPM, Guarda mirim, Ministério Público, Juizado da infância e da juventude e dos Conselhos de Direitos e Tutelares de Belterra e Santarém, estiveram juntos demonstrando apoio e solidariedade, assim fortalecendo e reconhecendo a grande REDE.

A partir das nossas atividades nas comunidades, conseguimos abordar os desafios e resultados sócio-cultural e educativa do ECA nas comunidades ribeirinhas. Tivemos depoimentos dos multiplicadores e a atenção dos representantes dos órgãos de proteção, falando dos seus papéis fundamentais no combate contra as violações de meninos e meninas e como chegar até eles, quando for solicitados. Segundo Maykson, da comunidade de Boim: "

No final, houve vários encaminhamentos necessários de como continuar os planos de ação locais e trabalhar em conjunto com a Rede dentro e fora da sua comunidade. Fechamos com a entrega dos certificados e com um saboroso coquetel. Então, em nome da equipe ECA, deixo agora os parabéns muito carinhosos para todos os multiplicadores do ECA e que a força continuem em seus corações e mentes. Salve as crianças da amazônia! Nesse seminário do ECa, Adriane  Gama e Jacobien  Nagel se despedem com o coraçao apertado e feliz por ter compartilhado os conhecimentos, contribuindo com a sensibilização dos Direitos das Crianças Ribeirinhas. Foram muitas águas cristalinas para contar sobre as histórias marcantes nas comunidades.  Agradecimentos sinceros aos muitos amigos e amigas verdadeir@semue acreditam que tudo possa melhorar cada vez mais em nossas vidas.

As comunidades ribeirinhas que estiveram presentes ao encontro foram: Cametá (Aveiro), Boim, Muratuba, Surucuá, Suruacá, Parauá, Pedra Branca, Solimões, Capixauã e Vista Alegre de Capixauã, da RESEX e Pedreira e Prainha, da FLONA - Belterra. Abraços fraternos para @s querid@s Agentes Multiplicadores do ECA!!!

quarta-feira, 20 de maio de 2009

Dias de rios...



Tem dias que dá vontade de ficar com os pés de molho na água. Bom, o menino deu um jeito nisso. Memórias do rio Tapajós, na frente da comunidade de Vila de Amorim.



Dias de aconchego, de segurança, de proteção, de carinho e de amor. Sempre é tempo, o tempo é eterno como segundos.



Tempos de veslumbrar, admirar, contemplar, mas também o quanto antes, de cuidar, preservar, ensinar. Só faltou a Jaduca, meu amorzinho...



Dias de aprender, conhecer, descobrir e aproveitar...



Dias de amizade, de confiança e de ternura e de convivência.

Obrigada seu Bionor, pela sua canoa, pela sua gentileza e pela sua coragem de vida.

segunda-feira, 18 de maio de 2009

“Esquecer é permitir. Lembrar é combater”

Este é o slogan do 18 de maio, o Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual Infanto-juvenil, dia em que reafirmamos a nossa responsabilidade e compromisso com nossas crianças e adolescentes contra violações de abusos, exploração e violência de todas as suas formas.

Esse dia foi criado pela Lei n.º 9.970, de 17 de maio de 2000, em razão de um crime que comoveu a população brasileira, ocorrido na cidade de Vitória, capital do Espírito Santo, em 1973. Naquele ano, a menina Araceli Cabrera Crespo, de oito anos, foi espancada, drogada, violentada e assassinada. Até hoje, os culpados pelo crime não foram punidos.

Conforme denuncia o Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef), dentre as diversas manifestações de violência contra crianças e adolescentes, as mais incidentes são o abuso sexual praticado por integrantes da própria família e a exploração sexual para fins comerciais, como a prostituição, a pornografia e o tráfico.

Além de crime e cruel violação dos direitos humanos, essas expressões resultam em danos irreparáveis para o desenvolvimento físico, psíquico, social e moral das crianças e dos adolescentes suscetíveis a esse tipo de violência. Entre outras conseqüências, as vítimas estão sujeitas à dependência de drogas, à gravidez precoce e indesejada, a distúrbios comportamentais e doenças sexualmente transmissíveis.

Nesse dia, em Santarém, aconteceu uma passeata solidária, rganizada pelo Conselho Tutelar, com concentração na frente da pastoral do menor, e com saiu, às 17h, em caminho a praça São Sebastião, fechando o evento com manifestações artísticas. Essa mobilização reuniu jovens, adolescentes e crianças, e entidades e órgãos de proteção a meninos e meninas, como CONDECA, guardas mirins, agentes de proteção, Bem-me-quer, IPAS, Projeto Puraqué e Projeto Saúde e Alegria.

Cada um de nós podemos mudar esta realidade, precisamos combater o silêncio e a indiferença da sociedade em relação ao tema - influenciados pela cultura de impunidade dos agressores - , o que contribui com o ciclo de violação aos direitos das vítimas.

Discar 100 é o próximo passo!


Foreigner - Memórias de um dente

Nesse mês fiz uma cirurgia na gengiva por causa de um dente, nem me lembro direito desse dia. E por causa da minha intensa vida, (e também por algumas eventualidades), ainda tô me recuperando. Nunca pensei que fosse demorar tanto assim... Mas a Drizinha não pára, fazer o quê. Ai, como é difícil, a vida de um dente! Só pra desabafar. rssss

segunda-feira, 4 de maio de 2009

Bye Puraqué do Amazon Park Hotel

Filhotes de June

Ontem, à tardinha, por volta das 17h, começou a nascer um por um, os filhotinhos fofinhos da June, minha cadela. São 7 cachorrinhos ao todo da segunda cria. June Perly, tomara que pare por aí, tá bom demais. Agora é ouvir o som da melodia dos choros coletivos.

Amazônia submersa

Mudanças climáticas interferindo direta ou indiretamente, não importa o que de fato seja exatamente. A amazônia, toda região norte, assim como boa parte do Brasil está sofrendo as consequências da força colossal da natureza, Mãe Gaia. Intervenção humana, tenho certeza que sim, urbanizações apertadas, crescimento populacional desordenado da raça humana, represas e barragens que representam fortes impactos ambientais, desmatamentos e queimadas, extinção da fauna e flora, poluição da água, do ar e da terra, surgimento de doenças viróticas são uns dos problemas que afetam diretamente todas nossas vidas e o que está ao nosso redor.

Na cidade de Santarém, muitas pessoas, famílias estão desoladas por causa das enchentes urbanas, abandonandos forçadamente das suas casas. Lugares que não enfrentam inundações nas suas casa, mas também já não contam com a água na sua torneira, que ironia! A maior enchente de todos os tempos depois de 30 anos. Será que também teremos a maior seca? Vamos apenas esperar para ver o que vai acontecer?


Momentos de reflexão, de mundanças de hábitos e atitudes estão cada vez mais em voga. A sensibilização é coletiva, mas a consciencia é individual, é sua!!

Ecoando na Vila de Amorim

Apoio aos pequenos projetos de intervenção dos agentes multiplicadores do ECA

A equipe “Crianças da Amazônia” do PSA, no final do mês de abril, realizou mais uma ação sócio-educativa nas comunidades ribeirinhas. Como ponto de partida fluvial da viagem, partimos da comunidade de Aramanaí, na Flona, atravessando o rio Tapajós em rumo a comunidade de Vila de Amorim, na RESEX, para realizar um trabalho colaborativo e de apoio aos pequenos projetos de intervenção dos agentes multiplicadores dessa comunidade. Foram dois dias - 24 e 25 de abril - de encontro com muita interatividade com uma participação de sessenta alunos entre crianças e adolescentes amorinenses.

As atividades foram realizadas embaixo do chapéu de palha batizada “Maloca do amor”, e complementava um dos planos de ação dos multiplicadores em parceria com a escola José de Melo Filho, abordando os temas geradores: Educação sexual e convivência familiar.

Na sexta-feira pela tarde, a equipe foi saudada pelos alunos e alunas, na maloquinha, na frente da comunidade, quase que sob as águas do Tapajós, por causa do período longo da cheia do rio. Lá fizemos a apresentação de todos, e iniciamos com a atividade de reconhecimento a si mesmo e de nossos espaços e das outras pessoas. Para compreender melhor essa idéia, pedimos para os meninos e meninas se separarem por sexo e formarem grupos. Cada equipe deveria desenhar o corpo humano do sexo oposto e então no final, apresentarem seus desenhos aos demais colegas.

Foi tudo muito tranquilo, todos participaram, cada equipe arranjou um lugar na praça da comunidade e depois de algumas risadas por causa dos desenhos, todos voltaram para a maloquinha. Cada equipe na menor ou maior compreensão conseguiram identificar as diferenças físicas de um corpo feminino e masculino. O interessante é que todas as crianças não se sentiram constrangidas, pelo contrário, souberam muito bem caracterizar o corpo e suas diferenças, além de usarem os nomes corretos dos órgãos genitais, de forma clara e sem desconfianças. No final da tarde, houve uma merenda coletiva oferecida pela escola e encerramos as atividades.

Na manhã de sábado, começamos com a Dinâmica do Toque, com sentido de transmitir o respeito e cuidados com seu corpo, ilustrando os limites que cada um deve ter com o corpo do outro. Depois, foi o momento das brincadeiras de campo, mas o tempo era de chuva nessa dia, por isso passamos a manhã na sede comunitária. A dinâmica, Brinquedo Encantado, chegou primeiro com uma forte energia, resgatando toda a cultura das cantigas de roda cantadas pelas crianças e adolescentes, em duas grandes rodas com as multiplicadoras do ECA. Depois dessa brincadeira, foi o momento da montagem do quebra-cabeça interativo e logo em seguida, finalizamos com o filme educativo “A vida de João”, que fala sobre direitos humanos, sexualidade, relação de gênero e preconceitos. Tivemos uma breve conversa didática e de sensibilização sobre esses temas.

O apoio da equipe do ECA do PSA, por Adriane Gama e Jacobien Nagel, contribuiu através desse encontro, para a conclusão de mais uma atividade dos planos de ação local dos agentes multiplicadores da comunidade da Vila de Amorim, que iniciou com palestras educativas continuadas realizadas mensalmente na escola. Agradecimentos as multiplicadoras do ECA, as professoras Isabel e D.que participaram do encontro, a diretora da escola, Ivânia Rodrigues, e em especial a todas as crianças e adolescentes presentes. Até mais, força ribeirinha!

segunda-feira, 27 de abril de 2009

Oficina de Conhecimentos Livres na Comunidade de Vila de Amorim

Neste último final de semana, de 24 a 26 de abril, aconteceu uma bonita e movimentada oficina de conhecimentos livres. Dessa vez, foi às margens do rio Tapajós, na Vila de Amorim, uma pacata comunidade ribeirinha, Santarém, Pará. Através da iniciativa das lideranças comunitárias, como a do Conselho de Segurança Comunitária e da Escola, foi articulada um encontro da comunidade com o Coletivo Puraqué, ativistas em Software Livre e solidariedade intelectual. A partir daí, como resultado dessa parceria, os oficineiros tiveram como rumo, sobre estrada e rio, para a realização das oficinas colaborativas como primeiro passo de direitos ao acesso e uso das ferramentas tecnológicas.

De Santarém, saímos de comboio com duas kombis, a do Puraqué e a do PSA. Seguimos para o município de Belterra e fomos para a comunidade de Aramanaí, de bela praias e cenário turístico. Nessa época, no entanto, como estamos em tempo de cheia na Amazônia, vimos somente barracas e árvores debaixo do rio. Tivemos que passar por uma ponte submersa até aos nossos joelhos para chegar ao barco chamado “”. E exatamente às 10:30h, começamos nossa viagem a barco, atravessando o rio Tapajós, em direção a comunidade Vila de Amorimcom um tempo de duas hora e meia. O que não faltou tempo suficiente para jogar um bom dominó e diminuir a ansiedade de chegar no local.

Ao chegar na comunidade, ao meio-dia, todos puderam vislumbrar a beleza natural e hospitaleira dos comunitários. Como já conhecia a comunidade, foi muito bom rever as queridas pessoas que moram lá e a turma do Puraqué foi muito bem recepcionado por todos. Após o almoço, fomos todos para a sede comunitária, onde todos nos aguardavam para ser realizado a cerimônia de abertura. Depois, após a apresentação da equipe e das oficinas, nos dividimos e fomos para o locais já previamente preparados para o evento. As oficinas de vídeo, gráfico e metareciclagem aconteceu na escola e a de aúdio foi ao lado da sede, local apropriado para colocar a antena da rádio. Na ocasião, também aconteceu simultaneamente, uma atividade de apoio ao projeto dos multiplicadores do ECA locais com as crianças e adolescentes.

Cada oficina trabalhou com temas bem variados, mas o conteúdo de gestão compartilhada foi feita por todos os oficineiros, pois a finalidade de cada oficina é compartilhar os conhecimentos e distribuí-los de forma solidária e intelectualmente. Na oficina de Metarec, com Dennie, Janaína e Jane foi trabalhado com o mapa mental da máquina, identificação das peças e instalação do sistema. Na de gráfico, com a Alessandra, contextualizou a história da comunicação e manipulação das ferramentas de diagramação eletrônica. No aúdio, sob a facilitação de Gama, Marcelo e Gisele, foi produzida a rádio O papagaio, com a participação dos comunitários na apresentação. Por falar neles, foi difícil colocar em pé a antena da rádio, mas com a ajuda de todos corajosos, deu tudo certo. O mais empolgante, é que o programa foi feito ao vivo e até as comunidades mais próximas, como Enseada e Cabeceira do Amorim conseguiram acompanhar a programação. Foi muito bom!

Na sala do vídeo, a criatividade rolou livremente, e após várias idéias, a turma já tinha feito uma história dramatizada sobre o alcoolismo e gravidez precoce. A partir daí, todos foram acrescentando com suas sugestões e foi criado o roteiro do filme com o título: “ Histórias de Manomel”. Um filme muito interessante que aborda as questões acima citada sem perder uma pitada de humor. E mais, nesta história, teve a participação inédita da banda Invenção, formada por um grupo de jovens músicos com sua irada bateria metareciclada. Um show a parte!

No primeira noite, aconteceu um cineclubismo muito interessante com vários filmes que foram criados nas oficinas anteriores como “Amor com amor se paga”, de relações de gênero e “Gravidez Precoce”, filme produzido pelos jovens de Belterra juntamente com os alunos suecos da escola nórdica. Adultos e crianças puderam prestigiar um pouco da rica criatividade amazônida. Na noite cultural, que aconteceu no sábado, a comunidade da Vila de Amorim puderam mostrar um pouco do talento da Banda Invenção e manisfestações artísticas locais.

No domingo, pela manhã, todas as oficinas estavam finalizando as suas atividades e seus produtos. Cada grupo fechou suas oficinas com uma avaliação e todos se dirigiram a sede comunitária. Os oficineiros chamaram suas equipes de metarec, aúdio, gráfico e vídeo e respectivamente, os comunitários e comunitárias contaram vários depóimentos sobre essa nova experiência, todos estavam eletrizados com tudo que aconteceu durante esses três dias intensos. Foi muito bom, ter vistos adultos, senhores e senhoras, adolescentes e crianças com o mesmo objetivo, a busca de conhecimentos e novas apredizagens utilizando essas ferramentas tecnológicas.

Fechamos com a entrega de um computador kit midíatico simbolizando essa nova parceria, como ponta pé inicial de continuar com essa proposta de compartilhar idéias coletivamente em busca de melhorar a qualidade de vida dos comunitários da Vila de Amorim, através do conhecimento e da solidariedade intelectual.

Foi uma experiência maravilhosa, única de interatividade que cada oficina de conhecimento livre nos permite viver por todos. Minha pessoalmente foi aplaudir e também aprender com o trabalho exaustivo, mas solidário das lideranças locais, como a Ivânia, Seu Bionor, João Paulo, D. Isabel, Jairo, grupo de jovens, enfim todos aqueles que se dedicam continuamente em prol de um coletivo de uma comunidade. E principal, ter levado comigo o meu filhote Gustavo, por ele ter vivido intensamente essa experiência de vida compartilhada que seus pais acreditam e guardar por toda sua vida, os seus novos amiguinhos. Martina, filhota da Gi, posso com certeza afirmar a mesma coisa. Jadh Gama não viajou dessa vez, mais haverá muitas oportunidades, viu filhota!

Agradecimentos a todas aos incentivadores, colaboradores de apoio logístico e da merenda que atenciosamente nos acolheram. A todos e todas oficineir@s do Coletivo Puraqué.

Esta foi mais uma realização do Projeto Puraqué e do Pontão de Cultura do Tapajós. Mais dias verdes e até mais!!!

segunda-feira, 20 de abril de 2009

sexta-feira, 17 de abril de 2009

Gênero e Tecnologia na Amazônia



Nos dias 13 a 15 de abril, aconteceu a oficina de Relações de Gênero e Tecnologia em 3 espaços independentes: Casa das Mulheres, Telecentro Maria Amália e Projeto Saúde e Alegria onde foram realizadas respectivamente, as oficinas de Metareciclagem, Aúdio, Gráfico e Vídeo. No ritmo elétrico dos oficineiros e oficinandos, não poderia ter sido diferente, foi muito contagiante e colaborativo.


No primeiro dia, houve a abertura cerimonial contando com a participação das representantes das mulheres dos municípios do Baixo-amazonas: Curuai, Lago Grande, Faro, Almerim, Oriximiná, Alenquer, Juruti e Santarém. Teve também a participação dos instrutores e alun@s dos Infocentros, e a turma do Puraqué, e é claro, das criançadas, filh@s dos participantes e dos oficineiros.

A partir da tarde, depois do almoço comunitário, todos os participantes se dirigiram aos locais de concentração das oficinas de conhecimentos livres e desenvolveram as atividades com teorias e práticas, não se esquecendo do princípio filosófico na Gestão Compartilhada, abordando o tema gerador: Relações de Gênero e Tecnologia.

Nesse encontro, a noite cultural aconteceu no segundo dia, foi aquela arrumação para os preparativos, Bianca Góes, promoter da festa, estava ansiosa pela comemoração. Com muitas brincadeiras de tirar o fôlego e o joelho, como o Vivo-morto e a Dança das estrelas, com diversos tipos de músicas e super dançarinos na maloca, comes e bebes, foi o destaque da noite. Até bolo de aniversário teve, com aniversariante e tudo, parabéns Jô Gama.

A oficina de gráfico, com um time de oficineiras "rosa choque", Cíntia, Alê e France, contribuíram com seus conhecimentos sobre as ferramentas de editoração eletrônica, utilizando o Gimp, Inkscape e Scribos para criar e elaborar informativos sobre conteúdos referentes a mulher na sociedade humana e seus desafios.

Na metareciclagem, sob a facilitação de Gama e Dennie, com apoio de Josiane Amorim, instrutora do Projeto Puraqué, exemplificaram comparativamente em uma dinâmica, a mulher com a máquina, e que apesar de toda complexidade de ambas, no final das contas, as duas podem ser descobertas e dismistificadas . Afinal, nós mulheres podemos sim, nos conhecer melhor por dentro e por fora e com a tecnologia, ela pode ser usada por homens e mulheres, pois só depende da oportunidade e de conhecimento. A oficina se propagou na prática, através da identificação das peças e no sistema propriamente dito.

Na casa das Mulheres, a oficina de aúdio, Marcelo e Kathellem, puderam apresentar as ferramentas do programa Audacity e Jack para produção de uma rádio. Foram sampleados e mixados vários sons para a construção e elaboração de vinhetas e músicas, entrevistas, comerciais e muita criatividade e desembaraço das participantes. Ela foram as meninas do programa ¨Cabocla¨ !

N oficina de vídeo, no PSA, os participantes foram os mais empolgados e envolvidos literalmente. A turma foi bastante ativa na criação do filme com um roteiro definido contando a vida como ela é numa hisória baseada em fatos reais de um casal muito conhecido por todos.

O nome do filme foi ¨Amor com amor se paga¨ e teve como protagonistas principais: Paulo Duarte como ¨Josefa¨ e Luciandra Sousa, como ¨Eduardo.¨ Na história também tinha a cunhada e amiga da Josefa, o filho e os amigos de Eduardo, respectivamente, Celso Xavier, David Góes, Eucimara Sousa, Dielba Dasmaceno e Alice. Sob a direção de vois que fala, o filme retrata a relação entre homem e mulher, através da inversão dos sexos opostos. É pura alegria com boas risadas, principalmente no make off.

E falando no filme, saudamos com muito carinho, a receptividade de uma colaboradora e dos seus filhotes, Arlete Sousa, por ter cedido sua casa como cenário da moradia fictícia de Josefa e Eduardo. Foi um luxo essa produção cinematográfica amazônida. Merecemos o troféu ¨Elétricus¨.

No final do encontro, todas as pessoas se reuniram novamente na Casa das Mulheres e cada oficina apresentou a sua equipe contando suas experiências e os seus produtos artísticos e tecnológicos para o público presente. Os participantes ainda compartilharam os seus mimos com os seus amig@s-elegantes e por fim, depois das considerações e encaminhamentos da equipe Puraqué, Irene Pinheiro, Presidente da AOMT-BAM fechou elegantemente a oficina de Gênero e Tecnologia com as palavras de que isso, é apenas o começo de várias jornadas de aprendizagem e conhecimentos, valorizando a nossa cultura e as relações harmoniosas entre homens e mulheres.

Agradecimentos a tod@ os participantes, a equipe Puraqué, Iara e Raildeson, fotógrafos oficiais do evento, a minha queridíssima amiga Rai e sua sobrinha Sônia, pela deliciosa comida do almoço e as mulheres mais experientes que não deixaram o preconceito chegar e partiram para o trabalho, as super esposas dos oficineiros: Pablícia e Sulany, sem deixar de lembrar dos meus amores mais queridos de mamãe: Jadh e Gustavo.

Essa foi uma realização do Pontão de Cultura do Tapajós e do Projeto Puraqué. Os parceiros colaboradores foram o PSA, Navega Pará, PRODEPA e AOMT-BAM.

Até a próxima oficina!!!

segunda-feira, 13 de abril de 2009

Oficina de Gênero e Tecnologia

A partir de hoje e nos dias 14 e 15 de abril está acontecendo a II Oficina de Gênero e Tecnologia em três espaços digitais: Telecentro da Maria Amália, Casa das Mulheres e Projeto Saúde e Alegria.
As oficinas de Conhecimentos Livres são: Aúdio e Metareciclagem (Casa das Mulheres), Vídeo (PSA) e Gráfico (Maria Amália). Os participantes estão muito empolgados com as atividades colaborativas. Amanhã acontece a esperada noite cultural. É isso aí, até os próximos capítulos dessa elétrica oficina.

Ovos de Páscoa

Ingredientes:

Perdão, Alegria , Paciência , Fé , Perseverança , Vontade de Ser Feliz e Paz!


Modo de Fazer:

Misture no recipiente bem lavado da sua alma ; chocolate , mais perdão e alegria . Deixe calmamente em banho-maria até que todas as mágoas e rancores sejam depurados.

Espere esfriar um pouco , salpicando perseverança e paciência e despeje nos dois lados do coração.

Prepare o seu bombom predileto com recheio de paz e vontade de ser feliz . Ore nessa hora desenforme em duas partes moldadas no coração , coloque dentro os bombons , embrulhe com um papel transparente de amizade verdejante e luzente de esperança .

Amarre com fitas prateadas de carinho e mande muitos, muitos ovos da paz pra quem precisa também ... Hoje, agora e sermpre será tempo de redenção.

quarta-feira, 1 de abril de 2009

Niver do Gustavo - 7 anos!

No dia 30 de março de 2002, nasceu um garotinho muito bacana e legal. Ele é tão especial, não só porque teve que enfrentar tanta coisa ainda pequenino, mas porque é um ser maravilhoso e do bem. No sábado passado, ele teve a oportunidade de compartilhar junto com o pai, a mãe e a irmã, uma festinha, a qual amigos e amigas estiveram presente. Seus avós também estavam lá, só faltava a D. Ruth, vó materna dele, e a turma de Bsb. Mas, valeu muito! Todos se divertiram muito e que pena que foi pouco tempo. Gu, mãe te ama muito e por isso a minha singela homenagem de mãe corujinha e amiga. Obrigada por você existir!

Obrigadão pela força, Puraquetes (pelos dedos queimados e pulmões de aço... rsss)

Dia da verdade!!!



Pela manhã, no Projeto Saúde e Alegria, aconteceu um curioso evento: "O Dia da Verdade!". Esse encontro reuniu toda a turma do PSA para conversarmos um pouco sobre a humanização, trabalho coletivo e educação ambiental. Aproveitando a data como dia D para iniciarmos as novas intervenções e práticas ambientais dentro do projeto.

Muitas idéias e sugestões foram surgindo e daqui pra frente, tudo vai ser diferente, ou pelo menos esperamos que assim seja. As propostas foram entre outras, eliminar copos descartáveis, horta comunitária, não ao fumo passivo, pomar e espaço alegre e divertido no "fundão". No final do evento, fomos agraciados com um brechó muito engraçado, tinha de tudo lá, desde disco vinil a estátua de buda. Quem conferiu, ganhou.

terça-feira, 31 de março de 2009

III Oficina Intercomunitária dos Multiplicadores do ECA



Em março, aconteceu a III Oficina Intercomunitária dos Agentes Multiplicadores do ECA (Estatuto da Criança e do Adolescente) das comunidades ribeirinhas, no Centro de Formação Chico Roque. Estavam presentes as comunidades de: Prainha, da FLONA, Cametá, de Aveiro, Boim, Surucuá, Suruacá, Vila de Amorim, Capixauã, Vista Alegre de Capixauã, Solimões, Pedra Branca e Vila Franca, da RESEX, envolvidas diretamente no programa “Crianças da Amazônia”.




As atividades que mais se destacaram foram o “Espaço Simpático”, “Diagnóstico Comunitário”, criação coletiva da cartilha “Pelos direitos de Teca e Zeca”, e do “Brinquedo Encantado”. Tivemos a presença também das conselheiras do CONDECA (Conselho dos Direitos da Criança e do Adolescente), as quais puderam conhecer um pouco da realidade das comunidades ribeirinhas e explanar sobre a importância dos Conselhos: Tutelar e de Direitos.




O momento mais lúdico do encontro, foi a troca de camisas aos seus “Amigos-elegantes”. No final da oficina,em uma roda, todos puderam falar um pouco das suas expectativas e retorno as suas comunidades, no intuito de se fazer planos de ações para um trabalho coletivo e no fortalecimento da rede de proteção a meninos e meninas.




Resumindo, hoje são oficialmente 177 agentes multiplicadores nas 16 comunidades. Sabemos que esse número está aumentando e cada vez mais, a palavra multiplicar significa esperança de ter uma qualidade de vida melhor e justa para suas crianças e adolescentes. A rede começa e se estende através das ações sócio-educativas locais e no trabalho voluntário dos agentes em outras comunidades mais próximas.

quarta-feira, 25 de março de 2009

Vidas vividas

Existe apenas uma idade para sermos felizes, apenas uma época da vida de cada pessoa em que é possível sonhar, fazer planos e ter energia suficiente para os realizar apesar de todas as dificuldades e todos os obstáculos.

Uma só idade para nos encantarmos com a vida para vivermos apaixonadamente e aproveitarmos tudo com toda a intensidade, sem medo nem culpa de sentir prazer.

Fase dourada em que podemos criar e recriar a vida à nossa propria imagem e semelhança, vestirmo-nos de todas as cores, experimentar todos os sabores e entregarmo-nos a todos os amores sem preconceitos nem pudor.

Tempo de entusiasmo e coragem em que toda a disposição de tentar algo de novo e de novo quantas vezes for preciso. Essa idade tão fugaz na nossa vida chama-se presente e tem a duração do instante que passa..

Mario Quintana

sexta-feira, 13 de março de 2009

No komburaqué


Vendo essa foto que mostra por que a komburaqué é realmente um coração de mãe, levando a turma do Puraqué para as oficinas. A pergunta que não quer calar: Cadê a Cíntia, alguém consegue vê-la?

sexta-feira, 6 de março de 2009

Cestaria do Circo



Numa segunda à noite, no Centro de Formação Chico Roque, no segundo dia de março, uma noite cultural alegrou a oficina de Cestaria e Designer de tucumã, buriti e cipó de jacitara, promovido pelo núcleo da Economia da floresta, do Projeto Saúde e Alegria. Nesse momento especial, a turma do Gran Circo Mocoronga fez uma festa com os participantes das comunidades de Arapiuns e Amazonas e oficineiros, deixando o lúdico falar mais alto.

"Pega, pega, pega palha. Pega, pega, pega para você tecer...", trecho do refrão da música Artesanato, de Antônio Ferreira, da comunidade de Aninduba, rio Amazonas. Valorizando a cultura tradicional do tecer palhas, como uma alternativa ecológica e que gera renda sustentavelmente.



Danças, esquetes educativas e lúdicas e é claro: muita alegria. Teve até uma aniversariante mirim de brinde.






Trupe do Gran Circo Mocoronga

domingo, 1 de março de 2009

Gifs


Da flor, eu vejo o beija-flor ou será a borboleta da cor.
Na verdade, eu vejo a vida como ela deve ser vivida: plena e intensa.

Dri Gama

sexta-feira, 27 de fevereiro de 2009

Dia Internacional da Criança no Rádio e na TV

No dia 1 de março de 2009, com o tema "Unam-se às crianças - sintonizem com elas" (Unite for children – Tune in to Kids), será comemorado o Dia Internacional da Criança no Rádio e na TV, uma iniciativa da UNICEF, que busca promover e garantir a informação de qualidade e estimular a participação de meninos e meninas nos meios de comunicação, através dos seus pensamentos e reivindicações.

A data da comemoração, que anualmente acontecia no segundo domingo de dezembro, foi alterada pelo Unicef para garantir maior participação das empresas de comunicação e de toda a sociedade. Nessa nova data, mais de 2 mil emissoras espalhadas por diversos países, estarão aderindo a esse movimento,estimulando para que mais mídias possam ter uma programação voltada para o tema, dando espaço exclusivamente para a opinião de crianças e jovens.

No Brasil,as redes públicas de TV e rádio, com a TV Cultura, a TV Brasil e a Rádio MEC, abrem espaço em sua programação para falar sobre o tema. Na página do Unicef também é possível acessar vídeos produzidos por crianças e jovens sobre essa data especial.Há catorze anos, o Unicef (Fundo das Nações Unidas para a Infância e Adolescência) instituiu o Dia Internacional da Criança no Rádio e na TV (ICDB), com o objetivo de incentivar a participação das crianças na produção de mídia e fazer com que os profissionais que trabalham nos meios de comunicação reflitam sobre a programação que veiculam.

E as manifestações infanto-juvenis são bem diversificadas. Elas estão nas vinhetas que defendem: a criação de mídias dirigidas para e por crianças e adolescentes, com espaço para exibição de produções regionais; a participação de crianças e adolescentes nas mídias já existentes, tanto produzindo quanto veiculando suas idéias; a promoção de políticas governamentais e privadas que invistam na produção de mídia por crianças e adolescentes; a criação de espaços nas escolas onde crianças e adolescentes recebam, busquem e utilizem informações de forma crítica, incluindo atenção especial para crianças portadoras de deficiência; e a regulamentação do que é produzido para e sobre crianças e adolescentes, respeitando suas necessidades e direitos.

Meninos e meninas produzem programa especial ao ICDB

A TV Cultura, uma das emissoras incentivadoras desse movimento, convidou exclusivamente para homenagear essa data, um grupo de meninos e meninas para apresentar um programa com o nome Você TV. Esse programa inédito será exibido amanhã, 1º de março, das 11h30 às 13h30, em comemoração ao Dia Internacional da Criança no Rádio e na Televisão.O Você TV levará ao ar matérias desenvolvidas por crianças, sobre diversos veículos midiáticos como vídeo, rádio, site e jornal impresso.

A meninada do Brasil poderá interagir com a equipe do programa, acessando o site www.tvcultura.com.br/vocetv para deixar seus comentários e opiniões, responder enquetes, visualizar fotos e vídeos. E ainda com tudo o que estiver rolando nos bastidores, além de assistir ao programa em tempo real.



quarta-feira, 25 de fevereiro de 2009

Oficina de Comunicação em Rádio Comunitária


Aconteceu nos dias 16 e17 de fevereiro, na sede do Projeto Puraqué, a primeira Oficina de Comunicação em Rádio Comunitária, facilitado pelo oficineiro Marquinhos Mota. A turma de puraqueanos que participou, teve dois dias muitos intensos de conhecimentos e informações sobre uma mídia envolvente e eclética que balança nossos corações e mentes desde o dia em que foi criada e até hoje, 70 anos depois, continua atraindo mais seguidores e comunicadores.

O primeiro momento dessa oficina, foi um aparato no nosso programa Studio PRQ e os passos básicos de um roteiro de rádio. Vinhetas de abertura e final, ficha técnica, rádio-novela, cortina, BG, entrevista, mensagens, linguagem regional e ouvintes são palavras-chaves para uma rádio interativa e comunitária.



Depois foi falado sobre comunicação. Comunicar é educar! Comunicar significa repassar informações e conhecimentos, ação de utilização dos sentidos, relações sociais, troca de experiências, contato, diálogo, entendimento,receber e gerar informação, interação, foram os conceitos que a turma falou na oficina. Em consenso, comunicação é criar uma sociedade mais justa, compartilhando seus pensamentos com outras pessoas.

A rádio tem grande influência na vida das pessoas. É uma mídia formadora de opinião pública, a ideologia da palavra deve ser tratada com respeito e ética. Vários nomes refletem bem esse conceito de comunicação + educação. Eles são Paulo Freire, modelo de educação a ser seguido e Joan Diaz Bodernav, paraguaio que viajou por vários lugares do mundo e conheceu a realidade de cada lugar.



Conhecemos também os três tipos de modelos clássicos de comunicação, as vantagens e os elementos de uma rádio. No final da oficina, criamos dois roteiros de programa de rádio com notícias, entrevistas, assinatura e cuidado com a ética no enfoque e fontes das mesmas. Foi abordado também sobre as peculiaridades de entrevista externa e de estúdio, como abordagem, criar ambiente (plano de fundo), perguntas básicas (3 a 5), imprevistos, “bengalas” e com a “deixa”, o conhecido 3,2,1 gravando..., são os termos mais conhecidos que ajudam os novos repórteres em ação.

Equipes preparadas, chega a hora de por em prática. Os grupos foram separados em salas distintas, a primeira no estúdio e a segunda, como ouvintes escutando a rádio. Os dois temas ficaram assim: Meio ambiente, Metareciclagem e lixo tecnológico – Programa Floresta digital e equipe Ecotecnologia e Cultura amazônica e gráfico – Programa Mistura cabocla



Houve as considerações finais e espaço para discussão da oficina e os resultados foram os seguintes: a priori, ler e escrever diariamente e reafirmação da rádio como ferramenta altamente mutável, pura criatividade. Cada dia é um dia diferente, dia único. As oportunidades estão aí, cabe cada um pegar a sua e ao conjunto vestir a camisa e trabalhar coletivamente.

E não pára por aí, a para próxima oficina, vem a Produção de Vinheta e Laboratório e criação de vinheta.

Como já dizia a dica de um amigo do Marquinhos, a voz na rádio é como “sentir o sabor das palavras saindo da boca”.


terça-feira, 24 de fevereiro de 2009

Lá vai o cometa Lulin "na contramão"



Ontem, dia 23 de fevereiro, quando o Brasil festejava o carnaval, com milhares de luzes acesas no céu, um desconhecido cruzava no espaço: o cometa Lulin.

Ele passou quase que despercebido nos céus brasileiro, por volta da madrugada toda. E uma das barreiras além das luzes do carnaval e das grandes cidades, foi a chuva forte em várias regiões, inclusive aqui em Santarém. Eu perdiiiii!

O cometa Lulin, descoberto por astrônomos taiwaneses e chineses em 2007, é rápido, de coloração esverdeada, circulando no sentido oposto ao dos planetas e possui duas caudas (uma tradicional e outra "anti-cauda".

Quem viu, viu...Ele não deve voltar por aqui nos próximos milhões de anos.

O homem Lixo


Uma organização não-governamental britânica, criou o Homem de Lixo. É um boneco de 3,3 toneladas e sete metros de altura que representa o lixo eletrônico gerado por um britânico em toda sua vida.

Então, minha gente se fossemos comparar os nossos desperdícios a cada boneco, vamos ter muito trabalho pela frente. Ao contrário, podemos sem pre contribuir com a redução do nosso lixo, utilizando diariamente, pondo em prática os 5Rs ambientais: Reduzir, reutilizar, reciclar, responsabilidade e respeito.

Hoje em dia, os próprios produtos são feitos para durar cada vez menos e que o consumidor não se opõe a essa idéia. “É o máximo da obsolescência programada”. Portanto, minha gente, o que acontece é que com o avanço da tecnologia, as pessoas não usam um aparelho até que ele se desgaste. Ai, como era bom, o tempo da minha vô... Aparelho de marca boa para tod@s, inclusive para minha vô, era sempre aquele que durava mais tempo. Esse produto da minha vó, ela usou, passou para minha mãe, eu ainda usei e que pena, minha filha já não teve a mesma oportunidade.

O que ela passará para minha neta, bisneta,...?

sábado, 21 de fevereiro de 2009

Homem estátua


É gente! Não conseguir resistir. Quando vi o homem estátua, não deu outra. Essa é foto que tanto eu com o homem estátua mostra o que temos em comum: Não perdemos a pose!!

Coitado do pintinho!

Chegou a final das Mostra de Potecas Infantis Ribeirinhas. Elas falavam sobre os direitos das crianças. Mas dentre as 276 historinhas, teve muitas potecas engraçadas e divertidas. Então vou deixar uma que é do nosso amigo Paulo, de 11 anos da comunidade de Vila Franca, RESEX-Tapajós. Abraços, e curte essa...

Era uma vez o galo, a galinha e o pintinho que estavam passeando pela floresta. Quando eles deram por si, já estava de noite. Então, eles rapidamente procuraram um abrigo no galho de uma árvore. Anoiteceu e eles já estavam dormindo: o galo no alto, a galinha mais embaixo e o pintinho lá no toco da árvore.
Certa hora da noite, o galo ouviu um barulho e disse:
-Lá vem o bicho! E a galinha disse: - Deixa vim! Aí, o pintinho falou: - Coitado de mim!


Oficinas de Conhecimentos Livres na Casa Brasil

Aconteceu nos dias 13 e 14 de fevereiro de 2009, a oficina de Conhecimentos Livres, na Casa Brasil, na grande área do Santarenzinho, Santarém do Pará. Esse evento foi organizado pelo Pontão de Cultura e Projeto Puraqué, em parceria com o PSA (Projeto Saúde e Alegria), Rede Mocambos e Casa Brasil. Teve a presença especial dos professores de informática educativa do município, representantes de pontos de cultura, bolsistas do Navega Pará como oficineiros, infocentros e moradores da grande área.


A oficina de Conhecimentos Livres foi diversificada nas oficinas de aúdio, vídeo, gráfico e Metareciclagem, facilitados pelos oficineiros do Projeto Puraqué. Essas atividades tiveram como objetivos, conhecer e utilizar ferramentas midíaticas tecnológicas, bem como compartilhar os conhecimentos e a solidariedade intelectual, através do uso dessas ferramentas em Software Livre.




No final do evento, houve uma confraternização, reunindo todos os participantes no auditório da Casa Brasil, como uma dançante dinâmica corporal,e ao som da música fomos para as salas de oficinas. A de Metarec mostrou a importância de dismistificar a “caixa preta”(CPU) com as oficineiras Iara Esteves, Josiane Amorim, Mauricélia Lima e Dennie Fabrizzio, o “metaman” , João Tarsio e o aluno Rodrigo.




Em seguida, na sala de aúdio, foi apresentado o programa “Nossa cara”, criado pelos ativos participantes e oficineiros de plantão: Marcelo Lobato, Kathellem Suellem, Alessandra Sousa, France Teixeira e Dri Gama. E seguindo o rumo ao auditório novamente, na oficina de gráfico, foram apresentados várias produções de informativos relacionados com os temas da oficina, pelos oficineiros Tarcísio Ferreira, Cíntia Araújo e Magno dos Santos.






Para fechar o ciclo de conhecimentos, os oficineiros de vídeo: Jader Gama, César Marcos, David Góes e Francisco Evaldo, juntamente com os oficinados, apresentaram um vídeo educativo e divertido sobre Gênero e Aids, intitulado “Faca de dois gumes”, fechando e consagrando o que rolou durante esses curtos dois dias, com muita agitação e troca de conhecimentos.






Em destaque para oficina de aúdio, a turma que participou dela, foi a mais elétrica e se interagiu bastante com as demais oficinas, entrevistando as pessoas, apresentando o programa e é claro, editando em poucas horas, o “Nosso cara”, da rádio “Nossa voz”. A essência desse encontro é “tudo seu, meu, nosso”, as oficinas estão aí, para mostrar que seu intuito principal não é somente a utilizar e aprender as ferramentas em poucos dias, e sim aproveitar e se contagiar com a pluralidade de conhecimentos e se sentir ativo nesse processo, porque tudo que se aprende com intuito de beneficiar um coletivo, deve ser ensinado nessa vida. É se apropriar com atitude compartilhada.





Tivemos como colaboradores, os nossos companheiros de luta: Rogério Marques, Leandro Sousa, Jhonatas Ribeiro, Darlisson Duarte e Ray Silva. Tudo foi como organismo completo, a presença de cada um foi muito importante para que essas oficinas fossem aproveitadas conjuntamente, resultando em diversão, informação e solidariedade. Foi a primeira experiência, erros e acertos foram testados. No mais, a tendência é sempre estar evoluindo. Pode crer!

Dri Gama – Projeto Puraqué – Cidadã do planeta TERRA.